A Tratore por aí:

Destaques

Boca, Curumin
Fonomatic: Otavio Argento

Boca é o título do quarto disco do cantor, compositor, produtor e multi-instrumentista paulistano Curumin. Lançado 5 anos após seu último álbum, o elogiado Arrocha (2012), o disco foi roduzido por Curumin ao lado de Lucas Martins e Zé Nigro, que também formam a banda nos shows da turnê. Dentre as participações, além de Russo Passapusso, parceiro certo na musicalidade e na expressão, Boca traz ainda o inédito encontro com Rico Dalassam em Tramela. Outros convidados são a espanhola Indee Styla, o rapper Max B.O e as parceiras de longa dataIara Rennó, Anelis Assumpção e Andréia Dias.

Música na Serrinha, Benjamim Taubkin, Marcos Suzano e Jaques Morelembaum
Núcleo Contemporâneo (dist. Tratore)

Em 2015, Fábio Delduque convidou Benjamim Taubkin, Marcos Suzano e Jaques Morelenbaum, para uma residência musical no Festival de Artes da Serrinha, que acontece anualmente, desde 2002, na zona rural de Bragança Paulista, município do interior do estado de São Paulo. A proposta era que os três músicos convidassem outros músicos, tanto do Brasil como do mundo, para uma vivência na fazenda que hospeda o festival.




Top 20 dos últimos 60 dias Veja mais

Em breve Veja mais

   
 
Rádio Tratore
Vídeos
Mais Tarde (Logo Eu), A Torre, A Torre
Uma resenha
Alexandre Grooves, Amanhã Eu Não Vou Trabalhar Independente
Thiago Silva escreveu: Se nao houver problema com direitos e tal, gostaria q publicassem esse video no facebook. Melhor ainda se ele (Alexandre) souber q tem pessoas q curtem o trabalho dele. http://www.youtube.com/watch?v=2qSDb9jmqeU Obrigado!
Um produto
Araticum, Tarde Independente (dist. Tratore)
O grupo Araticum propõe um novo olhar sobre a música brasileira trazendo para suas composições influências de seus países vizinhos sul-americanos. Fruto da união de cinco compositores e multi-instrumentistas brasileiros, o grupo tem em sua formação sopros (Angelo Ursini), sanfona, piano (Ricardo Pesce), violão sete cordas, guitarra (Ricardo Barros), contrabaixo acústico (Vinicius Pereira), vibrafone e percussão (Bruno Duarte). O quinteto promove uma sonoridade singular, transitando entre harmonias primitivas e contemporâneas.